terça-feira, 24 de abril de 2012

Celulite como cuidar!

Parte 2
 Ok, agora que já sabemos os graus, vamos ver como cuidar:




Em termos gerais, uma alimentação sadia é, por si só, depurativa e deve restringir-se dos alimentos que contêm aditivos ou conservantes químicos, dos óleos hidrogenados (como as margarinas), das frituras, dos doces (guloseimas e produtos de confeitaria), chocolate, enlatados (de qualquer tipo), café, tabaco e álcool.
Como estes alimentos geram uma significativa quantidade de toxinas em nosso organismo, é importante diminuir o seu consumo ao longo da vida.
 
O acúmulo das toxinas pode ser atribuído a idade, doenças, medicamentos, stress, dietas impróprias, bebidas, fumos, falta de exercícios e programas para perda de peso (a quebra de gordura é muito tóxica).

Esses fatores são majorados nas mulheres pelas mudanças hormonais e gravidez...
Quando a pele e os rins ficam saturados, o processo de eliminação das toxinas é prejudicado e o corpo começa a armazená-las nas células de gordura e nos líquidos em volta das mesmas (intersticial).

O colágeno e a elastina, responsáveis pelo suporte e elasticidade dos tecidos e da pele, são fortemente inibidos pela presença das toxinas, o que ocasiona a perda da firmeza e tônus da pele e conseqüente aparência de flácida, a lipodistrofia genoide, mais conhecida como celulite.
As toxinas são armazenadas entre as células de gordura nos chamados líquidos intersticiais (entre células) e ela não pode ser removida por dietas, exercícios, ou qualquer outro PROCEDIMENTO NATURAL, SOMENTE ATRAVÉS DE TRATAMENTO ESTÉTICO LOCAL.

Por outro lado, os antioxidantes, como as vitaminas C e E, o beta-caroteno, o zinco e o selênio neutralizam o efeito que os radicais livres (substâncias nocivas) produzem no metabolismo. 
  
Então é o seguinte:




  • Para combater as toxinas, reforce a alimentação com melancia e abacaxi: diuréticas, essas frutas ajudam a eliminar as toxinas do organismo.
  • Invista também em verduras, cereais integrais e muita água.
  • Aumentando a ingestão de fibras, o intestino funciona melhor.
  • Fuja de fritura, pão e arroz brancos, pratos gordurosos, refrigerante e doce, alimentos para os adipócitos, as malignas células de gordura que, nas mulheres, tendem a se concentrar nos quadris e abdômen.
  • Evite o sal, que retém líquidos e causa inchaço, gordura, açúcar, café e álcool (que intoxicam o organismo). Abuse da água, sucos e chás desintoxicantes, como o de bardana (raiz encontrada nas feiras).
Os possíveis fatores que se associam ao aparecimento da celulite são os seguintes:
• Genética: a hereditariedade é importante, pois a pessoa pode herdar características que predispõem ao desenvolvimento da celulite. Porém, não quer dizer que esse desenvolvimento é obrigatório. A adoção de hábitos de vida mais saudáveis e a prática de atividade física, em conjunto com outras medidas preventivas, pode alterar a apresentação.


• Hormônios: os hormônios femininos determinam como será a distribuição de gordura pelo corpo, favorecendo sua deposição na cintura e no quadril. Esses hormônios também ajudam na formação do inchaço na celulite. O papel dos hormônios é muito forte, tanto que o aparecimento da celulite começa na adolescência, época em que esses hormônios começam a aumentar.

• Alimentação: uma alimentação rica em calorias, ou os maus hábitos alimentares aumentam a deposição de gordura, favorecendo o aparecimento da celulite. Ingerir pouco líquido e abusar do sal também são fatores importantes.


• Sedentarismo: o sedentarismo não permite que as calorias ingeridas sejam gastas com atividade física, assim essas calorias em excesso são guardadas no tecido gorduroso.

Fonte: apostila celulite, autora Zuleide Felisberto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e se quiser esclarecer alguma dúvida sobre tratamentos, fica vontade, estarei respondendo!